5 de julho de 2015

YAY! Quem está em casa nesse Sábado a noite?

Hoje liberei lá no Canal um vídeo mostrando como eu dou banho no Ursinho em casa! Faço isso semanalmente no Verão e quinzenalmente no Inverno.

post

Antes, o banho dele era no box mas era muito trabalhoso ficar agachada e por isso, comecei a dar o banho na pia, pois aqui temos aquecimento solar e as torneiras também têm água quente na parte interna da casa. E como eu já previa (Aconteceu no YouTube), antes que venham causar nos comentários, o cachorro é meu, a pia é minha e se alguém tem que achar nojento, esse alguém sou eu. Falow brow? Hahaha.

Basicamente: Molho o corpinho todo, molho a cabecinha com as mãos pra sujeira dos olhos ir amolecendo (Não coloco a cabeça debaixo do jato de água pra ele não “afogar” e pra não entrar água no ouvido), lavo as costas, as perninhas e as patas e deixo a cabeça por último. Com muita cautela pra não entrar sabão nos olhos, lavo a cabeça devagar e retiro o sabão da mesma forma: Molhando a mão e passando nele.

Vamos ver de verdade? Mais fácil, né?! Rs.

Em Julho teremos vídeos diários sempre às 20h! Inscrevam-se no Canal pois eles são liberados primeiramente por lá :D

Depois do banho, tiro “o grosso” da água com a toalha, seco e limpo bem os ouvidinhos e finalizo com o secador. Roupa só no dia seguinte, pois a pele do cachorro demora bastante pra secar e se abafar, pode causar fungos. Um perfume canino é sempre bem vindo pra manter o cheirinho bom por mais tempo!

Um lambeijo do Urso pra vocês e até amanhã!

8 de outubro de 2014

Oi, gente!

Vocês sabem que eu sou apaixonada por animais e em especial, por cachorros, né?! Daí, quando vi esse post no blog Love Pet não resisti e precisava compartilhar com vocês!

Eu não tenho dúvidas de que quando ficar grávida, quero que o Ursinho participe ativamente dessa fase. Pra mim, ele faz parte da família e é tão importante quanto o Daniel e será tão importante quanto os nossos filhos. Amo ele demais e de verdade! Daí, descobri o trabalho lindo da fotógrafa Lidi Lopez, que fotografa as mamães e seus bebês com os pets da família. É isso mesmo! Não é incrível?

Confiram alguns de seus trabalhos:

Fotos: Lidi Lopez

Encantada é apelido! <3<3<3

Seguem os contatos da fotógrafa:
Telefone: (11) 2371.8492 | (11) 9 8323.3377
Email: contato@lidilopez.com.br

Não é o máximo gente?! Beijinhos! 

25 de agosto de 2014

Boa tarde amores! Como passaram o final de semana?

O meu foi muito gostoso! Sábado estive em uma conferência de blogs em SP e ontem, fui com o marido e o Ursinho em um parque.

Sempre que possível, fazemos isso aos Domingos a tarde: Passamos na Sergel para tomar um sorvete, pegamos um lençol velho e vamos para algum parque para o Ursinho passear. Lá a gente estende o lençol, fica sentado ou deitado sentindo o cheirinho de mato e nos desligamos um pouco da correria do dia-a-dia. É incrível como eu volto renovada e como esse é um momento importante pra nós!

Ontem, resolvi filmar pra vocês um pouco do nosso passeio e da alegria do Ursinho correndo pra lá e pra cá sem coleira. Confiram e assistam em HD:

Se quiser receber meus vídeos direto na sua página, basta se inscrever no meu Canal ;)

Fofura pra gente começar a semana da melhor forma possível! <3 Beijinhos e até breve!

22 de janeiro de 2014

Boa noite pessoal! Tudo bem?

Este post estava nos meus rascunhos faz tempo. Comecei a escrevê-lo na época daquele “boom” do Instituto Royal mas como é um assunto complexo, ia enrolando a cada dia pra terminar pois um tema como este merece pesquisas, dedicação e um bom tempo disponível. Não tenham preguiça de ler, é importante conversarmos sobre essas coisas.

Como pessoa pública, é complicado falar a respeito de assuntos polêmicos. Afinal, tudo o que falamos, seja para qual lado for, vira confusão. Porém, senti necessidade de fazer este post por dois motivos:

1) Independente das últimas notícias que vimos na mídia sobre o assunto, é uma pergunta que eu recebo com uma certa frequência. Com essa mesma frequência, sou julgada por usar marcas que testam em animais. Como é um assunto extenso e complicado para ser tratado em poucas palavras, acho que o post é válido. Assim, quando me perguntarem (Ou me julgarem) é só mandar o link e pronto.

2) O segundo, é que tenho visto muita ignorância a respeito do tema. Muita falta de conhecimento a respeito de um assunto que precisa ser muito mais estudado e explorado para então, se formar um posicionamento. Por isso, achei interessante fazer o post para trazer informações que pode ser que muitas de vocês não tenham ciência.

O post vai ser extenso mas leiam até o fim. Eu não sei muito bem por onde começar… Mas vamos lá!

Antes de tudo, vale dizer que eu não estou aqui para ser a dona da verdade e nem impor nada a ninguém. Estou expondo aqui a minha opinião pessoal a respeito de um assunto. Ninguém é obrigado a concordar comigo em nenhum momento mas o meu ponto de vista deve ser respeitado.

Ultimamente, nós blogueiras temos sido alvo de bombardeios por usarmos marcas que testam em animais. Mas o que a maioria das pessoas não sabe, é que não são somente os cosméticos que são testados. Hoje, praticamente tu-do o que consumimos, passa pelos coitadinhos dos bichinhos primeiro. Remédios, produtos de limpeza e até mesmo tratamentos médicos e odontológicos.

Tenho uma parente que fez doutorado em Radiologia em uma grande, conceituada e conhecida universidade. Lá, beagles também são utilizados em experimentos odontológicos. Quando nascem, pessoas da área fazem experimentos em suas boquinhas e depois são mortos quando já não tem mais utilidade. Até onde se sabe, a morte é indolor. Mas isso não justifica a vida sofrida, justifica? Além dos beagles, ratinhos também são expostos a radiação para experimentos. Esse é apenas UM exemplo ao qual eu tive o conhecimento através de uma pessoa próxima, mas se engana quem pensa que são casos isolados. Como eu disse, atualmente, tudo passa por testes em animais.

Quando uma marca afirma não testar seus produtos em animais, isso pode significar duas coisas:

1) A empresa não testa o produto final mas com certeza algum de seus fornecedores de matéria-prima já testou. Ou seja, indiretamente, a marca também testa.

2) A marca não testa mas terceiriza para algum laboratório testar. Indiretamente, testou também.

O que as pessoas precisam entender, é que embora existam métodos alternativos e todos nós saibamos que o organismo dos animais não é igual o nosso, o Brasil NÃO está disposto a investir em novas e mais caras tecnologias para mudar a forma de teste dos produtos até que eles cheguem ao consumidor final. E enquanto essa mudança não partir de cima, ou seja, através da lei, por meio de governantes, essa é uma realidade que não irá mudar.

Não adianta cobrar das pessoas comuns a postura de não usar mais produtos que testam em animais, pois como eu expliquei, isso não existe. E mesmo se existissem produtos que realmente não testam, essa é uma situação onde: “Se cada um fizer a sua parte…” infelizmente não se aplica, pois sabemos que é algo que somente mudará quando uma lei rígida for criada e mesmo depois dela, continuarão existindo casos ilegais e camuflados.

Esse assunto de quê pra remédios e exames é lícito testar nos animais, pra mim não cola. Então quer dizer que se for para o seu bem, tudo ok judiar de um animal? Você que pensa assim, não está sendo tão defensor. Eu, Rebeca, sou contra até mesmo estes tipos de testes. Porque os animais precisam pagar o preço da nossa vida com a vida deles? A questão é: Até onde vai a sua defesa?

Sem contar o fato de quê antes de um remédio ir para as prateleiras de uma farmácia, ele passa por testes em humanos. Laboratórios pagam para pessoas experimentarem remédios, sabiam? Aqui em Campinas mesmo tem lugares que fazem isso! Ou seja: Se os remédios passam por testes humanos, porque precisam antes disso passar por animais?

Outro fator importante, é que se uma pessoa não acha correto usar algo testado em animal, essa pessoa também precisa ter a consciência que se comer qualquer coisa derivada do animal, também está judiando dele. Ou vocês pensam que nos abatedouros é tudo lindo e maravilhoso? Os animais morrem sentindo dor, crescem em espaços pequenos e mal iluminados para que a carne fique mais macia e tem alimentação precária e desprovida dos nutrientes necessários para que a carne tenha o sabor que tem na hora do seu almoço. Os alimentos industrializados, também passam por testes. Os conservantes contidos no alimento também foram ingeridos pelos animais antes de serem engolidos por você.

Existe agora um projeto de lei para proibir os testes em animais na área cosmética e de produtos de limpeza. O projeto foi aceito pela ALESP e está nas mãos do governador Geraldo Alckmin, que deve dar o seu decreto até dia 24 agora. É um grande passo? Claro que é! Vai diminuir e muito a quantidade de testes realizados em animais. Mas saibam que isso não vai resolver o problema do Brasil quando se trata de crueldade, pois a crueldade está muito além disso, conforme os pontos que citei acima.

Eu, Rebeca, sou totalmente contra qualquer tipo de teste. Seja em cosmético, pra remédio, limpeza ou saúde. Eu jamais aceitaria um trabalho onde eu precisasse judiar de um animal, seria terrível pra mim, prefiro ir pra debaixo da ponte! Sou o tipo de pessoa que põe o inseto em uma folha e solta na janela pra não precisar matar. Tenho dó até de formiga. “Mas ao consumir você também está judiando!” – É claro que estou, concordo, tenho essa consciência! Mas infelizmente, tenho a noção que esse é um problema que nunca vai deixar de existir pelo simples fato de que esse é o nosso mundo. Não adianta pintar um mundinho cor de rosa onde você vai deixar de usar tudo o que testa em animais, pelo simples fato de que TUDO É TESTADO, não entendo o porquê dessa fixação e concentração de energias na indústria cosmética. A tinta do mouse que eu estou usando nesse momento já passou por teste em animal, gente! Isso sem contar o fato da alimentação… Eu não tenho força de vontade suficiente para comer apenas o que não derive de animal. São 22 anos acostumada a um tipo de alimentação. Você conseguiu? Que ótimo cara! De verdade… Te admiro! Mas eu, Rebeca, não consigo e nem por isso sou uma maldosa, ou odeio os animais, ou deixo de fazer o que eu posso por eles…

Outro ponto importante, é que este é o meu trabalho. É muito fácil apontar o dedo para o outro e julgar quando o seu ganha pão é plantar frutas, verduras e legumes – Peraí, o agrotóxico também já foi testado… Gente, tá vendo só? Não tem como mudar essa realidade. As leis podem melhorar mas não resolver – Mas voltando ao assunto, meu trabalho é testar produtos de beleza e eu não tenho condições de ficar restringindo meu acervo com marca x,y,z… É muito fácil falar se você não depende disso pra pagar suas contas. Sem contar o fato de que não acredito em nenhum produto isento de testes em algum estágio da produção dele… Logo, eu deixaria de ser blogueira por isso mas continuaria usando em casa, no meu dia-a-dia. Não faz sentido!

Estou começando a encerrar. Mais uma vez, quero lembrar que esta é a minha opinião. Ninguém é obrigado a concordar em momento nenhum, mas a me respeitar, sim! A gente tem tendência a achar que a nossa verdade é sempre mais verdade do que a dos outros e isso está muito errado. As pessoas tem opiniões diferentes. Se você acha que parar de usar um batom de uma marca x que testa vai resolver os problemas de crueldade, ok, eu te respeito por isso. Mas eu não acho e peço que me respeite.

Já adianto que não vou aceitar nenhum tipo de comentário ofensivo a mim ou me julgando pela minha opinião. Opiniões diferentes da minha sim, irei aceitar, desde que com educação e sem se referir a minha pessoa. Uma vez recebi até um comentário em um post onde resenhava um produto de uma marca que testa em animais, dizendo: “Já que você é a favor de testes em animais, vamos colocar o Ursinho a disposição deles?”. Nem preciso comentar né?!

Resumo da ópera: Eu sou totalmente amante dos animais e faço o que posso (E ás vezes até o que não posso) por eles. Sou contra toda e qualquer tipo de crueldade mas acredito que o buraco é bem mais embaixo do que “deixar de consumir marcas que testam”. Não sou a favor de testes de nenhum tipo (Cruéis ou não) mas não odeio os animais por entender que essa é uma realidade que sempre irá existir de um jeito, ou de outro.

Pra quem se interessar pelo assunto, deixo aqui uma excelente sugestão de leitura. O autor aborda de forma bem mais completa o assunto que abordei. Aqui, trouxe o tema de forma mais informal, mais ligada ao nosso dia-a-dia aqui do blog para que vocês pudessem compreender bem o meu pensamento. Lá, ele explica detalhadamente tudo a respeito do assunto, inclusive com termos e pensamentos mais complexos, porém mais ricos em informação.

Se você discordou de tudo o que eu falei, sugiro que leia o artigo antes de expressar sua opinião contrária aqui embaixo. Se mesmo depois das duas leituras discordar, ainda te respeito desde que me respeite. E assim seremos amigos… Aliás, estou super aberta para novas informações, inclusive de pessoas que talvez tenham mais conhecimento do que eu sobre o assunto. Apesar de acreditar que já pesquisei bastante e ter uma opinião formada, tenho maturidade e humildade para entender que sempre haverá alguém que sabe mais do que a gente.

2 de setembro de 2013

Oi meninas!

Sábado levei o Ursinho pra passear aqui em Campinas em um local aberto lá no condomínio Swiss Park.

Gosto de levá-lo lá pois é muito tranquilo (Nesse dia só tinha eu!) e eu posso soltá-lo da coleira pra que ele corra livremente. Tem muito verde e ele adooora!

Nesse dia levei a máquina pra registrar alguns momentos dele… E as fotos ficaram tão fofinhas que resolvi mostrar aqui pra vocês, afinal ele faz mais sucesso do que a mãe, hahaa. Nem tinha passado pela minha cabeça fazer esse post! Mas agora que passei as fotos pro computador, achei tão lindinho que pensei que vocês gostariam de ver também.

Claro que as fotos não ficaram “profissas” porque fotografar esse baixinho correndo a mil por hora é uma tarefa e tanto. É só um “momento fofurice” pra gente começar a semana mais feliz!

Confiram meus cliques:

Muita fofura pra um cão só né? <3 Meu Ursinho!

Meus Looks

The slider specified (ID #15618) could not be found.

Voltar ao topo