21
fev
Um Papo Diferente | Você, os problemas e Deus
Categorias: Um Papo Diferente

Oi meninas!

Primeiramente, quero agradecer por todo o carinho recebido no meu aniversário! Foram centenas de mensagens nas Redes Sociais, emails e comentários aqui no blog e vocês nem podem imaginar como eu fiquei feliz! É tão gostoso se sentir querida né?! Sintam-se individualmente abraçadas tá? Li todos com muita alegria e estou respondendo o máximo que consigo!

Há quanto tempo não faço um vídeo do Um Papo Diferente por aqui, né?! Pra quem está chegando agora, o UPD é uma coluna do blog onde eu procuro falar sobre assuntos sociais e também sobre Deus, sem envolver nenhum tipo de religião. O objetivo dos vídeos é sempre passar alguma mensagem que possa contribuir em nossas vidas.

Há algumas semanas aconteceram alguns fatos que me fizeram refletir a respeito do assunto que vou tratar hoje com vocês: Nós, nossos problemas e Deus nisso tudo. Quem não tem problemas, não é mesmo?! Todos nós! O que fazer nessas horas?

Se você busca respostas para essa pergunta, aperte o play e assista em HD!

Clique aqui e inscreva-se para ver e receber meus vídeos no YouTube

Meninas, como comentei no vídeo, quero saber se esse tremor do vídeo atrapalha demais, o ruído no fundo… Enfim, se vocês querem que esse bate-papo no carro continue ou se eu devo gravar em algum lugar mais comum mesmo. Me falem nos comentários pois o feedback de vocês é muito importante pra mim tá?

Espero que minha experiência e a mensagem de hoje tenham ajudado vocês de alguma forma. Boa Sexta pra todo mundo!



22
jan
Minha posição sobre testes em animais

Boa noite pessoal! Tudo bem?

Este post estava nos meus rascunhos faz tempo. Comecei a escrevê-lo na época daquele “boom” do Instituto Royal mas como é um assunto complexo, ia enrolando a cada dia pra terminar pois um tema como este merece pesquisas, dedicação e um bom tempo disponível. Não tenham preguiça de ler, é importante conversarmos sobre essas coisas.

Como pessoa pública, é complicado falar a respeito de assuntos polêmicos. Afinal, tudo o que falamos, seja para qual lado for, vira confusão. Porém, senti necessidade de fazer este post por dois motivos:

1) Independente das últimas notícias que vimos na mídia sobre o assunto, é uma pergunta que eu recebo com uma certa frequência. Com essa mesma frequência, sou julgada por usar marcas que testam em animais. Como é um assunto extenso e complicado para ser tratado em poucas palavras, acho que o post é válido. Assim, quando me perguntarem (Ou me julgarem) é só mandar o link e pronto.

2) O segundo, é que tenho visto muita ignorância a respeito do tema. Muita falta de conhecimento a respeito de um assunto que precisa ser muito mais estudado e explorado para então, se formar um posicionamento. Por isso, achei interessante fazer o post para trazer informações que pode ser que muitas de vocês não tenham ciência.

O post vai ser extenso mas leiam até o fim. Eu não sei muito bem por onde começar… Mas vamos lá!

Antes de tudo, vale dizer que eu não estou aqui para ser a dona da verdade e nem impor nada a ninguém. Estou expondo aqui a minha opinião pessoal a respeito de um assunto. Ninguém é obrigado a concordar comigo em nenhum momento mas o meu ponto de vista deve ser respeitado.

Ultimamente, nós blogueiras temos sido alvo de bombardeios por usarmos marcas que testam em animais. Mas o que a maioria das pessoas não sabe, é que não são somente os cosméticos que são testados. Hoje, praticamente tu-do o que consumimos, passa pelos coitadinhos dos bichinhos primeiro. Remédios, produtos de limpeza e até mesmo tratamentos médicos e odontológicos.

Tenho uma parente que fez doutorado em Radiologia em uma grande, conceituada e conhecida universidade. Lá, beagles também são utilizados em experimentos odontológicos. Quando nascem, pessoas da área fazem experimentos em suas boquinhas e depois são mortos quando já não tem mais utilidade. Até onde se sabe, a morte é indolor. Mas isso não justifica a vida sofrida, justifica? Além dos beagles, ratinhos também são expostos a radiação para experimentos. Esse é apenas UM exemplo ao qual eu tive o conhecimento através de uma pessoa próxima, mas se engana quem pensa que são casos isolados. Como eu disse, atualmente, tudo passa por testes em animais.

Quando uma marca afirma não testar seus produtos em animais, isso pode significar duas coisas:

1) A empresa não testa o produto final mas com certeza algum de seus fornecedores de matéria-prima já testou. Ou seja, indiretamente, a marca também testa.

2) A marca não testa mas terceiriza para algum laboratório testar. Indiretamente, testou também.

O que as pessoas precisam entender, é que embora existam métodos alternativos e todos nós saibamos que o organismo dos animais não é igual o nosso, o Brasil NÃO está disposto a investir em novas e mais caras tecnologias para mudar a forma de teste dos produtos até que eles cheguem ao consumidor final. E enquanto essa mudança não partir de cima, ou seja, através da lei, por meio de governantes, essa é uma realidade que não irá mudar.

Não adianta cobrar das pessoas comuns a postura de não usar mais produtos que testam em animais, pois como eu expliquei, isso não existe. E mesmo se existissem produtos que realmente não testam, essa é uma situação onde: “Se cada um fizer a sua parte…” infelizmente não se aplica, pois sabemos que é algo que somente mudará quando uma lei rígida for criada e mesmo depois dela, continuarão existindo casos ilegais e camuflados.

Esse assunto de quê pra remédios e exames é lícito testar nos animais, pra mim não cola. Então quer dizer que se for para o seu bem, tudo ok judiar de um animal? Você que pensa assim, não está sendo tão defensor. Eu, Rebeca, sou contra até mesmo estes tipos de testes. Porque os animais precisam pagar o preço da nossa vida com a vida deles? A questão é: Até onde vai a sua defesa?

Sem contar o fato de quê antes de um remédio ir para as prateleiras de uma farmácia, ele passa por testes em humanos. Laboratórios pagam para pessoas experimentarem remédios, sabiam? Aqui em Campinas mesmo tem lugares que fazem isso! Ou seja: Se os remédios passam por testes humanos, porque precisam antes disso passar por animais?

Outro fator importante, é que se uma pessoa não acha correto usar algo testado em animal, essa pessoa também precisa ter a consciência que se comer qualquer coisa derivada do animal, também está judiando dele. Ou vocês pensam que nos abatedouros é tudo lindo e maravilhoso? Os animais morrem sentindo dor, crescem em espaços pequenos e mal iluminados para que a carne fique mais macia e tem alimentação precária e desprovida dos nutrientes necessários para que a carne tenha o sabor que tem na hora do seu almoço. Os alimentos industrializados, também passam por testes. Os conservantes contidos no alimento também foram ingeridos pelos animais antes de serem engolidos por você.

Existe agora um projeto de lei para proibir os testes em animais na área cosmética e de produtos de limpeza. O projeto foi aceito pela ALESP e está nas mãos do governador Geraldo Alckmin, que deve dar o seu decreto até dia 24 agora. É um grande passo? Claro que é! Vai diminuir e muito a quantidade de testes realizados em animais. Mas saibam que isso não vai resolver o problema do Brasil quando se trata de crueldade, pois a crueldade está muito além disso, conforme os pontos que citei acima.

Eu, Rebeca, sou totalmente contra qualquer tipo de teste. Seja em cosmético, pra remédio, limpeza ou saúde. Eu jamais aceitaria um trabalho onde eu precisasse judiar de um animal, seria terrível pra mim, prefiro ir pra debaixo da ponte! Sou o tipo de pessoa que põe o inseto em uma folha e solta na janela pra não precisar matar. Tenho dó até de formiga. “Mas ao consumir você também está judiando!” – É claro que estou, concordo, tenho essa consciência! Mas infelizmente, tenho a noção que esse é um problema que nunca vai deixar de existir pelo simples fato de que esse é o nosso mundo. Não adianta pintar um mundinho cor de rosa onde você vai deixar de usar tudo o que testa em animais, pelo simples fato de que TUDO É TESTADO, não entendo o porquê dessa fixação e concentração de energias na indústria cosmética. A tinta do mouse que eu estou usando nesse momento já passou por teste em animal, gente! Isso sem contar o fato da alimentação… Eu não tenho força de vontade suficiente para comer apenas o que não derive de animal. São 22 anos acostumada a um tipo de alimentação. Você conseguiu? Que ótimo cara! De verdade… Te admiro! Mas eu, Rebeca, não consigo e nem por isso sou uma maldosa, ou odeio os animais, ou deixo de fazer o que eu posso por eles…

Outro ponto importante, é que este é o meu trabalho. É muito fácil apontar o dedo para o outro e julgar quando o seu ganha pão é plantar frutas, verduras e legumes – Peraí, o agrotóxico também já foi testado… Gente, tá vendo só? Não tem como mudar essa realidade. As leis podem melhorar mas não resolver – Mas voltando ao assunto, meu trabalho é testar produtos de beleza e eu não tenho condições de ficar restringindo meu acervo com marca x,y,z… É muito fácil falar se você não depende disso pra pagar suas contas. Sem contar o fato de que não acredito em nenhum produto isento de testes em algum estágio da produção dele… Logo, eu deixaria de ser blogueira por isso mas continuaria usando em casa, no meu dia-a-dia. Não faz sentido!

Estou começando a encerrar. Mais uma vez, quero lembrar que esta é a minha opinião. Ninguém é obrigado a concordar em momento nenhum, mas a me respeitar, sim! A gente tem tendência a achar que a nossa verdade é sempre mais verdade do que a dos outros e isso está muito errado. As pessoas tem opiniões diferentes. Se você acha que parar de usar um batom de uma marca x que testa vai resolver os problemas de crueldade, ok, eu te respeito por isso. Mas eu não acho e peço que me respeite.

Já adianto que não vou aceitar nenhum tipo de comentário ofensivo a mim ou me julgando pela minha opinião. Opiniões diferentes da minha sim, irei aceitar, desde que com educação e sem se referir a minha pessoa. Uma vez recebi até um comentário em um post onde resenhava um produto de uma marca que testa em animais, dizendo: “Já que você é a favor de testes em animais, vamos colocar o Ursinho a disposição deles?”. Nem preciso comentar né?!

Resumo da ópera: Eu sou totalmente amante dos animais e faço o que posso (E ás vezes até o que não posso) por eles. Sou contra toda e qualquer tipo de crueldade mas acredito que o buraco é bem mais embaixo do que “deixar de consumir marcas que testam”. Não sou a favor de testes de nenhum tipo (Cruéis ou não) mas não odeio os animais por entender que essa é uma realidade que sempre irá existir de um jeito, ou de outro.

Pra quem se interessar pelo assunto, deixo aqui uma excelente sugestão de leitura. O autor aborda de forma bem mais completa o assunto que abordei. Aqui, trouxe o tema de forma mais informal, mais ligada ao nosso dia-a-dia aqui do blog para que vocês pudessem compreender bem o meu pensamento. Lá, ele explica detalhadamente tudo a respeito do assunto, inclusive com termos e pensamentos mais complexos, porém mais ricos em informação.

Se você discordou de tudo o que eu falei, sugiro que leia o artigo antes de expressar sua opinião contrária aqui embaixo. Se mesmo depois das duas leituras discordar, ainda te respeito desde que me respeite. E assim seremos amigos… Aliás, estou super aberta para novas informações, inclusive de pessoas que talvez tenham mais conhecimento do que eu sobre o assunto. Apesar de acreditar que já pesquisei bastante e ter uma opinião formada, tenho maturidade e humildade para entender que sempre haverá alguém que sabe mais do que a gente.



1
jul
Os animais de Santa Cruz do Arari – Você soube?

Hoje o post é triste, feliz ao mesmo tempo e muito especial. Muito!

Acredito que muitas de vocês ficaram sabendo do caso de Santa Cruz do Arari, onde o prefeito Marcelo Pamplona mandou capturar cerca de 200 cães e abandonar na zona rural da cidade. Todos eles foram mau tratados, amarrados com cordas, arames, outros foram jogados vivos em um rio… E além disso tudo, a prefeitura pagava para as pessoas que ajudavam a capturar os animais, R$5,00 pelos machos e R$10,00 pelas fêmeas.

A justificativa dada por ele, é que os cachorros estavam trazendo doenças para a cidade, então seu objetivo era acabar com todos eles.

animais

As cenas são tristes e chocantes, uma realidade horrível! Mas apesar dessa lamentável introdução ser necessária, o objetivo do post de hoje é outro.

Quando as investigações começaram para apurar esse ABSURDO, os animais que sobreviveram foram resgatados por uma equipe e eu pude conhecer o trabalho deles através do Instagram – @animaissantacruzdoarari – Sigam para que vocês também acompanhem tudo em tempo real.

Devido ao grande impacto da notícia, eles já receberam todo tipo de ajuda: Rações (A Pedigree doou 2 toneladas para a ONG), remédios, vacinas, materiais de limpeza… Mas a real necessidade agora é a construção de um canil e um espaço decente para abrigar esses anjinhos, que no momento estão em um local improvisado.

Enquanto a conta jurídica não fica pronta por conta da papelada necessária para a formalização da ONG, eles abriram uma Vaquinha Online para arrecadar o valor necessário para a obra. Se você puder ajudar com 5 reais que seja, fará muita diferença na vida desses peludinhos, que depois de tratados e bem cuidados, poderão ir pra adoção, dando espaço para novos resgatados.

Quem não quiser doar em dinheiro, também pode entrar em contato com eles via Instagram para ver se há algo material que eles ainda precisam. Mas pelo que eu entendi, de resto eles já conseguiram muitas doações. O necessário mesmo agora é a construção da obra.

Deixo vocês com algumas fotinhos do trabalho que eles vem realizando:

animais2

Esperamos agora, que todos os responsáveis por essa atrocidade sejam devidamente punidos.

Os cachorrinhos merecem! Vamo que vamo! :)



13
jun
A história da Princesa | Ex cachorra de rua

DSC01368

Demorei um pouquinho mas finalmente consegui editar e subir o vídeo que gravamos sobre a Princesa, no Domingo. Resgatamos ela no último Sábado e gravamos no dia seguinte.

Ela está perfeitamente bem com sua nova família e eles manteram o nome que eu tinha escolhido pra ela. Disseram que ela já atende assim ^^

Estou super descabelada no vídeo porque esses dois dias foram exclusivamente pra ela e pro Ursinho. E eu juro que tentei arrumar o cabelo antes de começar a gravar, HAHAHAHA. A pessoa tava tão exausta que nem pentear o cabelo direito conseguiu, rs.

Mas… O que vale mesmo é o conteúdo, então, inspirem-se!

Que a Princesa seja a cada dia mais feliz em sua nova vida!



3
jun
Um Papo Diferente | Fazer o bem não dói
Categorias: Um Papo Diferente

DSC01011

No Um Papo Diferente de hoje, vou falar sobre amor. Mas não sobre o amor que você sente pela sua mãe, pelo seu namorado ou marido ou pela sua melhor amiga… O amor que você sente ou deveria sentir, pelo próximo. Vamos acompanhar?

yt

Se vocês gostaram, não deixem de clicar no “jóinha”. Isso divulga o meu trabalho e me ajuda a continuar com os vídeos. Inscrevam-se também no meu Canal para verem os vídeos novos antes de eles aparecerem aqui no blog.

Que tal se desafiar a fazer uma boa ação hoje?